quarta-feira, maio 14, 2008

DIZ QUE É UMA ESPÉCIE DE LEI

"Sócrates e Pinho fumaram dentro do avião da TAP que os levou até Caracas. Constitucionalistas criticam a atitude do primeiro-ministro e a Confederação Portuguesa de Prevenção do Tabagismo já veio a público dizer que Sócrates devia pedir desculpa."

Desculpa? Mas qual desculpa? Só tem é que lhes ser aplicada a lei e mais nada! Depois ainda veio aquele responsável da TAP com paninhos quentes... Sabujo! Só lhe faltou dizer que o avião era descapotável!

No seu blogue, Vital Moreira classificou a atitude como um mau "exemplo". E defendeu que as "normas valem para todos".

Isto é só rir! Pois é Senhor Professor, o senhor sabe que esse caracter da lei, a generalidade, já não é bem assim. É o carro do ministro a 200 e tal Km/h e não se passa nada, é o inspector-geral da ASAE a fumar no casino, idem idem, aspas aspas...
A lei, senhor Professor é para os "tolos". Os "espertos" não a cumprem!

3 comentários:

Arnaldo Trindade disse...

Sabe amigo, os sábios na maioria das vezes não são os que conhecem as leis mas sim os que as desconhecem ou para que não sejam enquadrados nos paramtros da mesma fingem ser tolos e desconhecê-las.

Vejo isso acontecendo aqui no meu país direto, pois até mesmo o presidente Lula, diz que não sabe ou não sabia e ninguém o questiona quanto a isso.

Infelizmente em todo lugar do mundo é assim.
Fez algo de errado e não sabia ue era errado se desculpa e pronto, nem sempre, descumpra as leis na Arábia Saúdita ou na China e saberá o que quer dizer a palavra LEI.

Abraço
obrigado pelo comentário.
Acho que devemos nos impor, classe média ou classe baixa e tentarmos melhorar o que tem os e nos ajudar ao invés de espe rar que os outros o façam.

carla m. disse...

Sinfrónio,

Maravilhoso chegar ao teu blog. E por enquanto não nos perturbemos com a reforma ortográfica que só estará completamente em vigor em 2011. De qualquer forma, já adianto que se ela for capaz de aproximar nossos povos um pouco a mais, eu me vejo contente.

De qualquer forma, caçoemos de nós mesmos, afinal, os que fazem as regras não as cumprem. Não que eu esteja simplificando as coisas e ignorando que a maior parte da legislação é fruto de pressão social, não é isso, mas quem as redige são eles, os políticos.

E sim, nada os faz acima de nós, muito menos o fato de que nós delegamos poder a eles. Que se apliquem as leis, que as punições sejam as mesmas para eles também!

E que não se intimidem pelos pretensos poderes destes cidadãos, afinal, os poderes deles são restritos a um espaço. No caso do vôo da TAP, a comissária de bordo (não sei se também chamada assim por aí), e em última instância o capitão tinham mais poder e autoridade que os ditos senhores que acenderam seus cigarros na aeronave.

E não se trata só de combate ao tabagismo, mas de segurança aérea. Além de aulas sobre a organização do poder político, os bons senhores merecem uma boa dose de bom senso.

Carlos Rebola disse...

Pois é Sifrónio

Se fosse eu "quando fumava e fumava muito" ou qualquer um que ainda fume, era obrigado no cumprimento da lei, a ter que ir fumar prá rua, estivesse ou não a dez mil metros de altitude da esplanada mais próxima.

Será que o "nosso" 1.º o falso Sócrates não o da defesa da “respublica” pela qual bebeu a “cicuta” mas o (anti-maiêutica), tem ao menos um “lenço tabaqueiro” (vermelho ás riscas) para guardar o "escarro" que o cigarrito “charuto a 20 €) o faz eructar (espécie de vómito) de dentro de si, dele claro?... o nosso 1.º da “lei” dos “externos” fumadores da rua, a excepção é ele e os amigos (tráfico de influência) corrupção no sentido de quem corrompe a moral e a lei…
Quanto a quem faz a lei e diz que é para cumprir, estou de acordo com o Luiz Pacheco "vão pra puta que os pariu"...

Abraço
Rebola