quarta-feira, agosto 24, 2011

PARDIEIRO

quarta-feira, agosto 17, 2011

IDEIAS!... BOAS OU NÃO

Há dias precisei de me deslocar a um daqueles hospitais que deixaram de o ser, que passaram a centros de saúde (?) (medida tomada pelo governo PS e apadrinhada pelos ditos partidos do arco do poder). Cheguei por volta das 11 horas. Chegada a hora de almoço, constatei que não havia qualquer chamada de doentes e fui perguntar a uma senhora da limpeza (empresa privada) que tinha ficado a manter o lugar da funcionária administrativa aquecido, mas só isso. A única coisa que sabia era que todo o resto do pessoal tinha ido almoçar. Perguntei se podia ir almoçar também, ao qual a senhora me respondeu, que era arriscado por me sujeitar a perder a vez. Fiquei a aguardar. Dirigi-me à caixa das sugestões e escrevi o seguinte: "uma vez que estou doente, está na hora de almoço, o pessoal (médicos, enfermeiros e administrativos) foi almoçar, tendo eu fome e não podendo me deslocar para fora destas instalações para comer uma "bucha", sugiro à administração deste centro, a disponibilização de um espaço para operação de um serviço de catering, onde os utentes doentes, possam fazer as suas refeições a horas decentes".

Certamente que isto fará esfregar as mãos a oportunistas interessados, mas não considero que seja má ideia. Pelo preço da taxa moderadora, uma refeição à maneira, a horas decentes sempre faria atenuar o esgoto de paciência que aflui à cabeça da maioria dos utentes, digo doentes.

Fico à espera da resposta.




quinta-feira, agosto 11, 2011

CENSURA NO SÉCULO XXI?

video
Gosto de ler, ouvir e ver coisas "proibidas". Antes do 25 de Abril de 1974, ainda muito jovem, fui incomodado por ter um jornal proibido debaixo do braço, o "República". Há anos, em conversas de café, falava sobre livros com um amigo, nomeadamente nas profecias contidas no "1984" de George Orwell. Foi aí que o meu amigo me indicou um livro de investigação jornalística, que era mais ou menos um complemento  do "1984": o "Clube Bilderberg-Os Senhores do Mundo". Tentei adquiri-lo mas estava esgotado! Voltei mais tarde, continuava esgotado. Torci o nariz, achei estranho. Encomendei-o. Não pôde ser: "não havia mais edições à venda em Portugal". Tentei esclarecer-me sobre as modernas comissões de censura sem chegar a nenhuma conclusão. 

Há dias, recebi este vídeo por e-mail com o título deste post. Não sendo o Paco Bandeira cantor de intervenção, estranhei que a música fosse proibida. Numa altura em que a falta de respeito pelas instituições grassam pelo país, mais crítica menos crítica certamente que não faria mal nenhum! Penso eu!

E assim, continuo com esta dúvida: há ou não há censura em Portugal?

terça-feira, maio 25, 2010

A CRUEZA DOS NÚMEROS

No Domingo passado, a TVI embandeirou com pompa e circunstância o regresso do Professor Marcelo àquela estação. Fala-se num "share" de um milhão e meio de "parolos", eu incluído, que assistiu a uma conversa híbrida que nem atou nem desatou, aliás como convém aos fazedores de opinião pagos para influenciar a plebe. Falou-se de crise, de estado social, de aumento de impostos e escondeu-se a realidade e a crueza dos números quando se refere que o governo aumenta o IVA em 1% em todas as categorias. Nada é mais falso! De um catedrático que tudo sabe, esperava-se a verdade nua e crua. E a verdade é que o IVA aumenta, somando o conjunto das três categorias, a aberrante percentagem de 33,33%. Nem mais! E o fardo mais pesado recai sobre os produtos de primeira necessidade.

Façamos as contas!

IVA a 5% aumenta para 6%: Ora se 5% corresponde à totalidade (100%) deste imposto sobre os bens essenciais, 6% equivale a 120%. Há aqui um aumento efectivo de 20%.

IVA de 12% aumenta para 13%: Pelas contas feitas anteriormente o aumento real é de 8,33%.

IVA de 20% aumenta para 21%: Do mesmo modo, aqui o aumento real é de 5%.

Analisando a crueza dos números, verifica-se que os bens de 1ª necessidade, aqueles que são necessários à sobrevivência (pão, leite, etc.) são os mais penalizados (20%) enquanto que os bens de luxo só acessíveis a alguns, sofrem um aumento em IVA de 5% . Que injustiça! Continuam a ser sempre os mesmos a pagar a crise!

quinta-feira, maio 20, 2010

DESPESAS ESTRUTURAIS

Os Portugueses comuns e que têm trabalho, ganham cerca de metade (55%) do que se ganha na zona euro.


Mas os nossos gestores recebem em média:

- mais 32% do que os Americanos;
- mais 22,5% do que os Franceses;
- mais 55% do que os Finlandeses;
- mais 56,5% do que os Suecos.
(Dados de Manuel António Pina, Jornal de Notícias, 24/10/09)


Pergunta-se:
- Quando há políticos que apregoam cortes nas despesas estruturais estão a referir-se a quê? Ao escândalo dos vencimentos e benesses dos gestores públicos? Se sim, concordo em absoluto.

quarta-feira, maio 12, 2010

O PALÁCIO INDUSTRIAL HUMANO

video

terça-feira, maio 04, 2010

O PEDRALHÃES

Em miúdo eu tive um "Pedralhães" com um monitor de 12 polegadas!... E sei a tabuada, fazer contas de cabeça e escrevo sem erros! Grande máquina, aquela!...

domingo, abril 25, 2010

25 DE ABRIL SEMPRE!

Somos muitos... muitos mil, para continuar Abril!
25 DE ABRIL SEMPRE!

sábado, abril 17, 2010

OS MANSOS

Ficámos ontem a saber, que o nosso PM não gosta que lhe chamem "manso". Afinal, "manso" é a tia de Francisco Louçã.

Quem não se lembra desta outra imagem, de um ex-ministro a fazer uns cornos na direccção de um deputado que por acaso é "vermelho"?

Assim vai a Assembleia.
Entre palavras e gestos tauromáquicos fica um país que já foi inventado mas que continua sem registar a patente.

"Bem-aventurados os mansos, porque eles herdarão a terra" (Mateus 5:1-10).

quarta-feira, abril 14, 2010

"PORTUGALIZAÇÃO DOS CONTEÚDOS"

Ora cá está! "Portugalizar os conteúdos"! Perceberam? Os deputados presentes também não. É bem feito!

sexta-feira, fevereiro 26, 2010

CANALHICES

"O CANALHA" (assim mesmo com maiúsculas), insurge-se contra alegadas acusações à sua administração, de várias violações à Lei do Ordenamento do Território com alterações dos PDM's. "O CANALHA" parece uma "Phalanx": atira em sentido giratório para destruir as munições de ataque dos outros "canalhas". Afirma a pés juntos, que tudo o que construiu, ficou de pé. Uma "canalhice"!
Afinal o "CANALHA" é incomodado por outros "canalhas" que não percebem nada de "política de canalhice", mas que em Política de Ambiente e de Ordenamento do Território dão cartas, lições, quilómetros e goleadas, não só ao "CANALHA" mas também à grande maioria da "canalhada"!

sexta-feira, fevereiro 19, 2010

quinta-feira, fevereiro 04, 2010

A REPÚBLICA


quarta-feira, dezembro 02, 2009

DOIS MÚSICOS, UMA VIOLA

video

terça-feira, novembro 03, 2009

quarta-feira, outubro 28, 2009

O ESCÂNDALO DA GRIPE SUÍNA



Mais palavras para quê? Saiba mais aqui, aqui e aqui.

Segundo o Director-Geral de Saúde «Não faz qualquer sentido estar contra a vacinação, até porque quem integra estes movimentos não tem motivação científica para estar contra».

Será assim ou o contrário? Ou esses movimentos actuam assim por não terem garantias científicas dos responsáveis?

sexta-feira, outubro 16, 2009

GERAÇÃO "PHONIX"

REDAXÃO
'O PIPOL E A ESCOLA'


Eu axo q os alunos n devem d xumbar qd n vam á escola. Pq o aluno tb tem Direitos e se n vai á escola latrá os seus motivos pq isto tb é perciso ver q á razões qd um aluno não vai á escola. Primeiros a peçoa n se sente motivada pq axa q a escola e a iducação estam uma beca sobre alurizadas.

Valáver, o q é q intereça a um bacano se o quelima de trásosmontes é munto Montanhoso? Ou se a ecuação é exdruxula ou alcalina? Ou cuantas estrofes tem um cuadrado? Ou se um angulo é paleolitico ou espongiforme? Hã?

E ópois os setores ainda xutam preguntas parvas tipo cuantos cantos tem 'os Lesiades''s, q é u m livro xato e q n foi escrevido c/ palavras normais mas q no aspequeto é como outro qq e só pode ter 4 cantos comós outros, daaaah.

Ás veses o pipol ainda tenta tar cos abanos em on, mas os bitaites dos profes até dam gomitos e a Malta re-sentesse, outro dia um arrotou q os jovens n tem abitos de leitura e q a Malta n sabemos ler nem escrever e a sorte do gimbras foi q ele h-xoce bué da rapido e só o 'garra de lin-chao' é q conceguiu assertar lhe com um sapato. Atão agora aviamos de ler tudo qt é livro desde o Camóes até á idade média e por aí fora, qués ver???

O pipol tem é q aprender cenas q intressam como na minha escola q á um curço de otelaria e a Malta aprendemos a faser lã pereias e ovos mois e piças de xicolate q são assim tipo as pecialidades da rejião e ópois pudemos ganhar um gravetame do camandro. Ah poizé. Tarei a inzajerar?

Esta composição foi escrita por um aluno do 9º ano de uma Escola Secundária algures em Portugal.

O Sifrónio dá-lhe razão e vai mais longe:

- Para que serve andar a queimar as pestanas a tirar um curso de engenharia se o destino do licenciado poderá ser, na melhor das hipóteses, a Austrália a montar cercas de arame para os cangurus?

- Para que serve tirar um curso de economia se o destino do licenciado é quase de certeza, na melhor das hipóteses e com cunha, a operação de uma caixa de supermercado?

- Para que serve um curso superior de música se o destino é o rancho folclórico da aldeia ou do bairro?

- Para que serve um curso de direito, se o destino é carregar papéis de e para as conservatórias?

Menciono apenas estes pequenos exemplos, para de seguida avançar com a solução:

- Fechem-se os estabelecimentos de ensino cujas instalações serão vendidas às cadeias de hipermercados e bancos. Os professores, esses serão colocados, os titulares nas caixas e os "não-titulares" na segurança. Os alunos, como não há estabelecimentos de ensino mandam-se para o Algarve aprender inglês falado, que é a única matéria essencial e necessária para se arrumarem os carros dos turistas estrangeiros e carregar o material de golfe. Por fim os funcionários irão frequentar os centros de novas oportunidades, não vá o Ministério da Educação ter necessidade deles para servir os cafezinhos. Para esta última função também se poderão candidatar alunos recém-formados em inglês falado para as recepções às individualidades estrangeiras. Os filhos, netos e bisnetos dos políticos vão estagiando nos ministérios e na Assembleia da República até chegar a altura de darem o salto para Bruxelas e Estrasburgo e aí poderem adquirir a experiência necessária para outras funções em grandes organizações internacionais.

Nota: Este comentário entra na esfera da ficção e é inspirado em leituras de autores como Eça de Queirós, George Orwell, Wilhem Reich e Daniel Estulin, entre outros.

segunda-feira, outubro 12, 2009

SALTIMBANCOS DA POLÍTICA

Durante a campanha eleitoral para as eleições autárquicas, os "Saltimbancos" demonstraram a sua habilidade e facilidade em "virar a casaca" em troca de uns "favorzecos", coisa pouca. O partido que dizem estar-lhes mais próximo jamais lhes poderá proporcionar tal anseio, uma vez que está mal posicionado para ganhar. Vai daí, o "Saltimbanco" corre ao outro lado da barricada a oferecer os seus préstimos (inclusão na lista) em troca de umas "benessezitas sem importância". Não que essa inclusão na lista lhe garanta o convite para o próximo festim do porco assado no espeto, mas porque é sempre melhor ser a favor do que contra. O "Saltimbanco da Política" é pródigo em falta de princípios éticos, de coerência e de respeito para consigo próprio. É invejoso, traiçoeiro e cínico. Ri-se muito quando não entende uma boa anedota. Só consegue enxergar ao perto.

Por outro lado há aqueles, que fiéis ao seus princípios, coerência e ideais são firmes, solidários e conscientes. É a estes últimos que eu quero dedicar este poema de Sophia de Mello Breyner Andresen:

Porque os outros se mascaram mas tu não
Porque os outros usam a virtude
Para comprar o que não tem perdão
Porque os outros têm medo mas tu não
Porque os outros são os túmulos caiados
Onde germina calada a podridão
Porque os outros se calam mas tu não

Porque os outros se compram e se vendem
E os seus gestos dão sempre dividendo
Porque os outros são hábeis mas tu não

Porque os outros vão à sombra dos abrigos
E tu vais de mãos dadas com os perigos
Porque os outros calculam mas tu não.


sábado, outubro 03, 2009

AS ELEIÇÕES E OS PORCOS NO ESPETO


Palavras para quê? São "artistas portugueses"... da Gândara.

segunda-feira, setembro 28, 2009

AS ARTIMANHAS DOS PROCESSOS ELEITORAIS


Decorreu no passado Domingo 27, o acto eleitoral para a Assembleia da República Portuguesa. Num universo de 9.337.314 eleitores inscritos, faltaram às assembleias de voto 3.688.820 eleitores (39,4%). Estes eleitores "absentistas" não quiseram eleger um único representante para a Assembleia.

Entre votos nulos e votos brancos apurou-se um total de 173.264. Estes votos sim devem corresponder à abstenção, uma vez que, estes eleitores se deslocaram às assembleias de voto e não se revendo em nenhuma das opções se sujeitaram à vontade da maioria.

Por outro lado obtiveram-se 175.402 votos em partidos que não elegeram qualquer deputado. Coisa estranha esta! Se o partido A com uma diferença de cerca de 35.000 votos em relação ao partido B elege mais 5 deputados, porque razão um partido que consegue 52.000 votos não elege nenhum? Injustiça do método? Feudalismo dos círculos eleitorais? Uma coisa e outra, respondo eu! Se a regionalização é má para Portugal (dizem os iluminados) porquê manter os círculos eleitorais? Alguém viu o cabeça de lista por Aveiro ou o cabeça de lista por Faro, enquanto jovens, a apanhar bivalves nas respectivas rias? Nas pastelarias da baixa de Lisboa sim, muitas vezes!

Voltemos às contas: somando os votos dos "absentistas" (3.688.820) com os votos em partidos que não elegeram qualquer deputado (175.402) obtém-se o resultado de 3.864.222 de eleitores sem qualquer contributo para o número actual de deputados (230). Logo 41,38% dos lugares na Assembleia da República deviam estar vazios. Matematicamente há 95 deputados a mais!
Nota: Imagem da Internet

quinta-feira, setembro 17, 2009

DICAS DE HIGIENE

video

quarta-feira, junho 10, 2009

ABSTENÇÃO OU ABSENTISMO?

Depois de fazer um ligeiro estudo sobre as eleições de Domingo passado consegui alguma inspiração para escrever este post. Fui ao dicionário de Língua Portuguesa e constatei o seguinte:

- Abstenção: privação ou desistência voluntária de um direito político ou social.
- Absentismo: hábito de não comparecer, de estar ausente.

Ora, a “abstenção” rondou os 62,5%, dizem as fontes. Então e os votos brancos elegem quem? Não será melhor introduzir um novo termo eleitoral: o absentismo? O que houve na realidade foram 62,5% de absentistas, não de abstencionistas. Quem se abstém vota em branco, ou não será assim? Também reparei que dos 37,5% que foram às assembleias de voto, 11,98% votaram em branco ou em partidos que não elegeram qualquer deputado. Restam 25,52% de votos úteis, que elegeram 22 deputados. 1,16% para cada deputado. Parece que o método de Hondt está a falhar!

Mais de 70% dos Eleitores Portugueses, abstencionistas e absentistas, estão-se “borrifando” para estes políticos.

Alguns pugnam pela mudança da lei eleitoral. Cheira-me a mais uma perda de direitos! Não estarão os políticos a preparar-se para culpar os eleitores (um presidente de um partido já o fez perante as câmaras de TV) pela fraca prestação deles próprios?

Há países em que o voto é obrigatório. Se é obrigatório é um dever, não é um direito! Além disso, quem não votar perde outros direitos como o acesso gratuito a determinados serviços públicos. É isto que se está a “congeminar” para Portugal? Não há bons exemplos que se possam importar, se é que é preciso importar?

Longe vai o tempo das Sessões de Esclarecimento! Há inclusivamente políticos que nem sabem o que isso é. Era nessas sessões de esclarecimento, junto dos eleitores que se apresentavam os programas. Ups… eu falei em programas? Quais programas? Parece que até eu estou equivocado!

sexta-feira, maio 29, 2009

AMERICANOS À PROCURA DE SAÚDE

"Michael Moore viajou para Cuba com três voluntários que tinham trabalhado nas ruínas do World Trade Center, em Nova Iorque, depois dos ataques de 11 de setembro de 2001. Segundo ele, os voluntários sofrem de problemas de saúde desde que actuaram naquele local e têm dificuldade de acesso aos tratamentos públicos. Moore diz tê-los levado de barco até a base naval Norte Americana de Guantánamo - que fica encravada no leste de Cuba e onde Washington mantém presos, suspeitos estrangeiros de terrorismo - para ver se conseguiam receber o mesmo atendimento médico gratuito dos detidos. Após serem barrados, decidiram ver que tipo de atendimento médico encontrariam em Cuba, cujo governo comunista se orgulha da qualidade de seus hospitais.

Michael Moore é americano e este pequeno video está proibido nos Estados Unidos, na terra da liberdade!!!
Vêde com mente aberta e meditai no que é mais importante na vida.
Por dificuldades de introdução do vídeo, aqui fica o link.

http://video.google.com/videoplay?docid=-8478265773449174245&hl=pt-BR
Excerto do documentário 'Sicko' (S.O.S. Saúde), de Michael Moore"
Michael Moore em Cuba

Fonte: Internet

segunda-feira, maio 25, 2009

PARA QUE A MEMÓRIA NÃO NOS FALHE

Foi há 35 anos o outro 11 de Setembro. 11 de Setembro com mais mortes, mas esquecido, porque os terroristas aqui foram outros. Vale a pena perder 10 minutos a ver o filme. Vale mesmo! Vejam até ao fim, por favor! Quem se lembra sabe o que se passou... Quem não se lembra vai lembrar-se... Quem nunca ouviu falar vai aprender...

quinta-feira, março 26, 2009

CABRITO DA PÁSCOA

Porque se aproximam as férias da Páscoa lembro-me que quando era miúdo detestava esta quadra, por causa da comida, normalmente chanfana ou cabrito assado. E era a pensar nisso que eu estava a dar uma vista de olhos pelos jornais on line quando, dou de caras com uma notícia que falava de cabritos (ler aqui).

Como em 18 de Abril de 2008, neste blogue fiz uma previsão sobre este caso, com o título "Justiça de Fafe" (ler aqui) e com o devido respeito pelos astrólogos, adivinhos, cartomantes e afins, sem querer fazer-lhes concorrência admito a hipótese de me dedicar às ciências do oculto.